Partes

APÓS CASAMENTOS E NAMOROS COM HOMENS MULHERES ENCONTRAM A FELICIDADE COM OUTRAS MULHERES

Garotas divorciadas 556736

Segundo a psicóloga, Denise Miranda de Figueiredo, fundadora do Instituto do Casal, a proximidade da terceira idade leva a pessoa a fazer um balanço de sua vida e pensar sobre o que fez, deixou de fazer e o que ainda gostaria de realizar. Tentei diversas alterativas antes. Eu estava decidida, conta. Tive o suporte de uma terapeuta e agora sinto a liberdade de ser eu mesma. Quero ser corajosa para enfrentar o que o mundo tem para me oferecer e buscar minha felicidade em tudo, afirma ela. Elas desejam se cuidar mais, ter mais tempo para si mesmas. Hoje em dia, uma mulher de mais de 50 anos, pode ter uma vida plena, inclusive no âmbito amoroso e sexual, explica Mirian. Depois do divórcio, os caminhos também tendem a ser diferentes. Enquanto para eles é comum engatar outro relacionamento e até casar novamente, elas preferem continuar sozinhas.

Casal perfeito?

Mas a grande maioria teria mais dúvida em falar de questões subjetivas, emoções, fragilidades, medos e desejos, principalmente porque foram, e continuam sendo, educados para reprimir as emoções, o que torna mais difícil se abrir e se tornar íntimo. Abriu essa possibilidade. Hoje, vemos mulheres se relacionando com mulheres toda hora e isso acaba tornando a escolha mais possível — afirma a antropóloga. Os anos passaram e as afinidades se perderam. Queria partir para a vida, viajar, ver filmes, aprender, e ele queria coisas diferentes dos meus sonhos. Depois de restante de 20 anos de casamento, acabei me separando.

ENVIAR MENSAGEM PARA COMUNIDADE

Levantamentos mostram que as mulheres continuam subindo ao altar, e muito. Fazem isso sem os medos do passado e, em geral, se casam de segundo — e de novo se preciso for. Entre os casamentos que acontecem hoje no Brasil, a maioria exatamente é o de estreia, o primo de ambos os noivos. Por isso, quanto mais cedo se arrumasse um marido, mais tranquilos ficavam os pais. Nesse ponto, nem tudo mudou tão assim, conforme comprova a história da analista de mídias sociais Fernanda Poli, 31 anos.

Mulheres a procura de sexo: gostosas online

Depois de três anos separados, ele voltou a me procurar e começamos a sair e a namorar. Exatamente dez anos depois do primeiro casamento, nos casamos novamente: eu, toda de lácteo, e com as minhas filhas de testemunhas. E deu para fazer fotografia, festa, tudo o que a pessoal tinha direito. Acho que o que fez a diferença, mesmo, foi o tempo, que permitiu que a pessoal crescesse, inclusive profissionalmente. Hoje, temos assuntos completamente diferentes, nossa rotina é outra. Mas, em nenhum momento, o sentimento deixou de existir. Isso me fez decidir terminar de vez. Estava triste e muito magoada. Na hora, próprio tendo passado um tempo longe, próprio com tanto sofrimento, percebemos que o sentimento que nos uniu ainda existia.

Leave a Reply

Your email address will not be published.